Campanha de adoção animal

  • by
Adoções aumentam
Ana Galvão e Nuno Markl motivaram cidadãos a adotar animais
05-12-2015

A radialista Ana Galvão e o humorista Nuno Markl ajudaram, o tempo do passado sábado esteve agradável, e a população respondeu de forma afirmativa. A campanha de adoção animal foi um êxito. Foram 21 cães ou gatos que passaram a ter novos donos.

Segundo Helena Frias, Médica Veterinária Municipal, “a afluência foi muito superior. Recebemos muitas visitas de munícipes e, por conseguinte, o número de adoções também aumentou”.

E, de facto, o número de adoções de animais no Centro de Reabilitação Animal tem vindo a aumentar. Em 2013 a taxa era de 45%; em 2014 a mesma taxa aumentou para 55%; este ano, 2015, e já em dezembro, a taxa encontra-se nos 67%.

Há várias motivações para se adotar um novo amigo. A decisão deve ser pensada, até porque traz consigo uma série de novas responsabilidades.

Foi o caso do jovem Gabriel Ramalho. A mãe, Filomena Pinto, viu na adoção de Jack “uma forma do filho passar a ter alguma responsabilidade, que é sempre um ensinamento necessário a um jovem de 13 anos”, justificou.

No entanto, há quem adote um animal pela companhia. Uma companhia às pessoas ou mesmo a outros animais de estimação.

Para Ana Pinto, que na tarde de sábado adotou dois cães, “o direito a ter uma casa é comum às pessoas e aos animais”. Já para Christine Caissule, que visitou o Centro na companhia do pai Carlos Luis, “a adoção de um animal serviu para se colmatar o falecimento de outro animal, até porque a cadela que temos lá em casa passa a noite a chorar com saudades”, referiu.

No Centro de Reabilitação Animal há histórias felizes que nem sempre começam bem. É o caso de Piri-Piri e de Malagueta, dois cães que chegaram ao Centro ainda bebés em avançado estado de sarna.
Os irmãos recuperarm e Malagueta, que agora se chama Herói, já foi mesmo adotado. A sua irmã Piri-Piri aguarda por uma nova família.

Entretanto, a empresa Conforama ofereceu uma máquina de lavar/secar ao Centro. A Escola Básica e Jardim de Infância do Monte, de Gulpilhares, construiu uma árvore de Natal para embelezar a receção e o acolhimento do Centro.